Gravação Industrial: O que é e para que serve

Gravação Industrial é toda e qualquer identificação que um produto exija, e que utilize uma matriz ou ferramenta, feita por métodos industriais. Podemos considerar que a maioria das decorações, marcações ou identificações de mercadorias ou bens, são gravações industriais. Porém, neste post trataremos de gravação industrial do tipo indelével, que são aquelas que não se pode apagar, geralmente utilizados em produtos metálicos, plásticos, cerâmicas, borrachas etc.

Carimbos de Aço: O que são carimbos de aço?
Gravação Industrial: O que é e para que serve

CUNHOS: São utilizados para gravar chapas metálicas, insertados em estampos progressivos, instalados em prensas da variadas potências. Exemplos de aplicação é a gravação industrial de número de chassi de carros, hoje monoblocos, para gravação do número de identificação. Outro exemplo é a moeda, aquela que os mais organizados carregam em porta-níqueis, e fabricada na casa da moeda. Todas as figuras que podemos ver, foi transferida do cunho para a chapa, que agora virou uma moeda.


ELETRODO: É uma gravação industrial feita em cobre ou grafite, e que por meio de descargas elétricas aplicadas por uma máquina chamada Eletroerosão, transfere esta gravação para dispositivos, estampos e moldes plásticos. Um exemplo de gravação industrial em moldes plásticos, são as logomarcas em alto relevo, que vemos em eletrodomésticos, emblemas de automóveis, graduações nos copos de liquidificador etc.


CONJUNTO MACHO e FÊMEA: É uma gravação industrial feita em duas partes, como o nome já diz, normalmente utilizadas na conformação de chapas metálicas, onde o macho, em alto relevo, empurra uma chapa metálica para dentro da fêmea, em baixo relevo, moldando o produto. Exemplos desta aplicação vão desde placas de automóveis até as tampas metálicas para potes e cosméticos.


CLICHÊS DE SILICONE: São elementos fabricados por intermédio de uma matriz metálica, que recebe a gravação industrial de logomarcas e grafismos em geral, utilizados na produção por hot-stamping, quando o produto exige maior nível de qualidade e beleza. É muito alta a gama de produtos que utilizam a versatilidade do hot-stamping. Ex.: frascos de cosméticos, emblemas de automóveis, detalhes cromados em painéis de automóveis, lápis e canetas, decorações de eletrodomésticos etc.


GRAVAÇÃO EM MOLDES DE BORRACHA: É a gravação industrial feita diretamente em uma matriz ou ferramenta de produção, sem utilização de um cunho ou eletrodo. Um exemplo de gravação direta seria um molde de pneu. Estas formas podem ter dimensionais tão impressionantes, que as máquinas de gravação industrial chegam a ser montadas dentro do próprio molde, com o operador trabalhando deitado em seu interior, aplicando os inúmeros códigos, siglas, logomarcas, datas de validade etc., que depois serão exibidas no produto acabado. Moldes de pneus menores já são gravados em máquinas CNC, com muita agilidade e precisão.


GRAVAÇÃO EM MOLDES PARA CERÂMICAS: Também é uma gravação industrial feita diretamente em uma matriz ou ferramenta de produção. Um exemplo deste tipo de gravação, seriam as formas de pisos e azulejos, responsáveis por identificar o verso do produto.


CARIMBOS (INSERTADOS ou POSTIÇADOS, e MANUAIS): São elementos em tamanhos reduzidos, para aplicação em moldes plásticos ou estampos, que contém as gravações que se pretende aplicar no produto final. Também existem os carimbos de utilização manu